Artigo

A preservação das espécies marinhas em destaque no UNITEL Go Talks

Responsabilidade Social
07 Dezembro 2023

A Biodiversidade Marinha foi tema de conversa da 3ª edição de 2022 do UNITEL Go Talks.

O fórum de discussão informal e de partilha de conhecimento, realizado no dia 27 de Maio, teve como convidada, Lúcia Soares da ONG de Conservação Ambiental Angola, Elasmo Project. formada em Ciências do Mar, Biodiversidade e Conservação Marinha, no Algarve – Portugal, em Outubro de 2016 lançou em Angola a Elasmo Project, para avaliar os impactos da pesca artesanal no País.

 “No principio o Elasmo, estava focado no avanço da pesquisa, educação e conservação de tubarões e raias na região dos Mares Arábicos, uma região amplamente pouco estudada no mundo. Desde então, o projecto cresceu exponencialmente e se expandiu para 14 projectos em 8 países: Emirados Árabes Unidos, Irão, Índia, Sri Lanka, Senegal, Mauritânia, Cabo Verde e Angola”.

Os principais objectivos são identificar e caracterizar a pesca artesanal feita ao longo da costa, recolher informações sobre as características dos apetrechos, locais de captura e alvos de pesca, avaliar a diversidade e abundância relativa de tubarões e raias desembarcados e colher informações biológicas destas espécies.

Para a especialista marinha, a costa angolana que se situa no grande ecossistema marinho da corrente de Benguela é altamente produtiva.

“A grande frota de pesca artesanal está espalhada ao longo da costa, onde desembarca um número considerável de tubarões, raias e peixes-violão. Estudos recentes indicam que o esforço de pesca desta frota está a aumentar, em parte devido ao aumento do número de trabalhadores da pesca que migram para a costa”.

Devido à falta de capacidade no País, actualmente não há informações sobre volumes de capturas, desembarques, composição de espécies e dados sobre o impacto dessas pescarias nas populações de tubarões.

Os resultados do projecto são essenciais para compreender o estado das espécies que interagem com a pesca e servem para informar os planos de gestão futuros.

Lúcia Soares defendeu a preservação das espécies marinhas.

Os predadores de topo, como os tubarões, raias, entre outros, não devem ser eliminados, mas sim protegidos para continuarmos a ter o ecossistema marinho equilibrado”.

A abordagem do tema “Biodiversidade Marinha” nesta edição do Go Talks foi devido a celebração do Dia Internacional da Diversidade, comemorado a 22 de Maio, que este ano aconteceu sob o lema “construindo um futuro compartilhado para toda a vida”.

Apresentado por Marco Victor, o UNITEL Go Talks, foi transmitido nas páginas online da UNITEL, no Facebook, Instagram, YouTube (ainda disponível) e teve mais de duas mil e duzentas visualizações.

A UNITEL é o Futuro!

Partilhar:

Outras Notícias